Extraído de Agência Brasil: http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-05-28/justica-determina-inclusao-de-legendas-para-deficientes-auditivos-em-filmes-financiados-pelo-bndes “28/05/2012 – São Paulo – A Justiça Federal em São Paulo determinou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) exija, nos filmes que financiar, a inclusão de legendas ocultas (closed captions). A decisão da juíza substituta da 23ª Vara Cível Fernanda Soraia Pacheco Costa diz que em … Continuar lendo Justiça determina inclusão de legendas pessoas com deficiência auditiva em filmes financiados pelo BNDES
undefined
Audio Description Worldwide Consortium

Justiça determina inclusão de legendas pessoas com deficiência auditiva em filmes financiados pelo BNDES

Extraído de Agência Brasil: http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-05-28/justica-determina-inclusao-de-legendas-para-deficientes-auditivos-em-filmes-financiados-pelo-bndes

“28/05/2012 – São Paulo – A Justiça Federal em São Paulo determinou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) exija, nos filmes que financiar, a inclusão de legendas ocultas (closed captions). A decisão da juíza substituta da 23ª Vara Cível Fernanda Soraia Pacheco Costa diz que em 60 dias os editais do banco deverão passar a exigir as legendas de apoio para deficientes auditivos.”

Clique no link “Leia Mais” para ler a matéria completa.

Extraído de Agência Brasil: http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-05-28/justica-determina-inclusao-de-legendas-para-deficientes-auditivos-em-filmes-financiados-pelo-bndes

“São Paulo – A Justiça Federal em São Paulo determinou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) exija, nos filmes que financiar, a inclusão de legendas ocultas (closed captions). A decisão da juíza substituta da 23ª Vara Cível Fernanda Soraia Pacheco Costa diz que em 60 dias os editais do banco deverão passar a exigir as legendas de apoio para deficientes auditivos.

A decisão atende a um pedido de tutela antecipada do Ministério Público Federal para garantia do cumprimento do dever constitucional de inclusão das pessoas com deficiência auditiva, oferecendo acesso à cultura.

A juíza entendeu, no entanto, que a inclusão de legendas abertas seria prejudicial às produções cinematográficas brasileiras, porque impossibilitaria que os filmes fosse assistidos sem legendas. Por isso, a magistrada preferiu seguir a sugestão da Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (Feneis), que apontou as closed captions como uma medida eficaz.

A magistrada Fernanda Costa destacou ainda que já existe uma lei que determina que as salas de cinema possuam meios eletrônicos para permitir o acesso às pessoas com esse tipo de deficiência. A juíza pondera, entretanto, que não há produção de filmes legendados para atender à legislação.

Daniel Mello
Repórter da Agência Brasil
Edição: Rivadavia Severo”

Publicado por

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *