Prezado editor, Ao cursarmos a disciplina intitulada “Introdução ao Estudo da Áudio-descrição, voltada à Educação”, no Mestrado em Educação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), discutimos o uso de imagens (fotografias, ilustrações e outras configurações), as quais ora cumprem função ornata, ora complementar, nos livros didáticos das disciplinas curriculares diversas. Agora, registramos, neste ambiente (in)formativo … Continue reading RBTV #3: As Imagens nos Livros Didáticos de Língua Estrangeira
undefined
Audio Description Worldwide Consortium
Áudio-descrição da logo da RBTV: Revista Brasileira de Tradução Visual. Em um fundo branco, a mão direita faz a letra t em libras. O indicador e o polegar se cruzam, os demais dedos ficam erguidos. Próximo ao indicador há, em verde, 3 ondas sonoras. Abaixo da mão, lê-se RBTV, com letras verdes e com letras Braille em preto.

RBTV #3: As Imagens nos Livros Didáticos de Língua Estrangeira

Prezado editor,

Ao cursarmos a disciplina intitulada “Introdução ao Estudo da Áudio-descrição, voltada à Educação”, no Mestrado em Educação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), discutimos o uso de imagens (fotografias, ilustrações e outras configurações), as quais ora cumprem função ornata, ora complementar, nos livros didáticos das disciplinas curriculares diversas.

Agora, registramos, neste ambiente (in)formativo que é a Revista RBTV, algumas de nossas percepções a respeito dessa temática, trazendo a áudio-descrição de uma imagem presente em um livro didático (LD) de Língua Estrangeira (Inglês).
O livro didático é “um material impresso, estruturado, destinado ou adequado a ser utilizado num processo de aprendizagem ou formação; material caracterizado pela seriação dos conteúdos; mercadoria; depositário de conteúdos educacionais; instrumento pedagógico; portador de um sistema de valores; suportes na formação de uma História Nacional; fontes de registros de experiências e de relações pedagógicas ligados a políticas pedagógicas da época; e ainda como material revelador de ângulos do cotidiano escolar e do fazer-se da cultura nacional” (GATTI JR, 2004, p.34-35).

Sem dúvida, em algumas situações formativas, esse recurso tem se tornado trilhos para o trabalho pedagógico. Desde a gênese do LD, ao tempo do agora, a função e relevância transitam em manuais de uso, em cursos e discursos.
Atualmente, os LDs são ricos em imagens e ilustrações, tais recursos vêm paulatinamente se transformando em parte integrante da aprendizagem e, muitas vezes, contribuem com os percursos utilizados pelos professores na escolha do livro didático, recurso relevante no processo de ensino-aprendizagem de Língua Estrangeira, por exemplo.

Nesta linha, Oliveira e Mota (2005) afirmam que quando as imagens passam “por um processo de didatização na medida em que são utilizadas para situar o leitor na língua alvo (p. 88), produzem entendimentos que aproximam a cultura inata da cultura que funda a Língua Estrangeira.

Os autores ainda afirmam que a ilustração pode estabelecer relação com a palavra, assim sendo contributiva para orientar o aluno leitor na compreensão do texto verbal. Esse posicionamento enfatiza que os estudantes que não tiverem acesso a essas informações icônicas, estarão em desvantagem em relação aos seus pares e, por consequência, o processo de ensino-aprendizagem estará fragilizado.

Indubitavelmente, uma alternativa para minimizar ou até mesmo erradicar a exclusão a que um aluno com deficiência visual terá sido submetido ao não ter acesso às informações visuais de uma imagem presente no livro didático será o oferecimento do recurso da tradução visual conhecido como áudio-descrição.
Mais ainda, com a áudio-descrição, os outros alunos também poderão se beneficiar, inclusive estudantes com deficiência intelectual; alunos iniciantes no letramento da Língua Estrangeira, entre outros.

Na áudio-descrição que citamos a seguir, almejamos demonstrar como o recurso pode auxiliar o aluno a apreender as informações dos gêneros textuais os quais compõem um livro de inglês adotado no núcleo de Línguas de uma escola estadual, situada no interior de Pernambuco.

Nesta foto, com dimensão de 12,5 X 16,5, extraída da página 67 do livro “Inglês para Todos”, publicado pela WCA – Intercâmbios (World Culture Associates), 2008, vemos, ao fundo, fios soltos de lã azul clara, sobre os quais há um balde de metal deitado, de onde se vê a cabeça e, parcialmente, a patinha direita de um filhote de gato, com olhos azuis e nariz rosado. O gatinho é malhado nas cores branca, preta e amarela. Próximo ao balde, na parte inferior da imagem, há dois laços de fita listrada nas cores azul escura e branca; um laço está bem próximo ao balde e o outro numa distância média de 6 cm. Na boca do balde, há uma argola de metal, e mais para o centro, um adesivo amarelo com a marca OBAKETSU. Nesse adesivo está escrito em letras pretas: “Do you Know OBAKTSU? / A simple, light and a classsic style / OBAKETSU / It Just fits your room / since – 1921 / 1.5 liter” e, com letra cursiva, a palavra “Nabe”.

Referências:

GATTI JR., Décio. A escrita escolar da História: livro didático e ensino no Brasil (1970-1990). SP: EDUSC, 2004.

OLIVEIRA, Enio de; MOTA, Ilka de Oliveira. O livro didático na era do espetáculo: uma análise discursiva do processo de espetacularização nos livros didáticos de inglês como LE. In Falla dos Pinhaes, Espírito Santo do Pinhal, SP. Vol. 2, n 2, jan./dez. 2005

Would you like to make a reference of the text in a school or academic work? Look:

dos Santos Silva, Fabiana Tavares. "RBTV #3: As Imagens nos Livros Didáticos de Língua Estrangeira". Audio Description Worldwide Consortium, 2010. Available in: <http://audiodescriptionworldwide.com/associados/as-imagens-nos-livros-didaticos-de-lingua-estrangeira/>. Access on: 2018/08/20

Published by

Leave a Reply